Bloqueador de Selecao

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

RESSENTIMENTO.

32 comentários:

  1. Beleza de texto e faz bem pensar sobre essa palavrinha que tanto circula , cada vez mais vemos, só nos faz mal!


    beijos, linda semana! chica

    ResponderExcluir
  2. Um excelente texto. Pensando bem, não tenho ressentimento por nada nem por ninguém. Do passado recordo as coisas boas. E para o futuro peço a Deus ajuda.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
  3. Um texto maravilhoso que todos devemos ler com atenção. Não guardo ressentimentos. Mas, h+a coisas que magoam. AMEI!

    Beijo e uma excelente semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito desta crónica, Vera, em que expõe com sabedoria
    a inutilidade e perigos do ressentimento, porém, a natureza
    fez-nos assim - recordar o mal - para evitar mais sofrimento.
    No entanto, há que relativizar, dando aos factos as devidas
    dimensões, arrumar e fechar em gavetas os episódios
    negativos da vida.
    Gostei muito, depois de ler este texto, todos vão
    enfrentar o passado de maneira diferente.
    Vou publicar no meu perfil do G+.
    Ótima semana.
    Beijos.
    ~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu gostei muito da sua presença e comentário, Majo.
      Obrigada pelo compartilhamento do G+!
      Beijo.

      Excluir
  5. O ressentimento é pegajoso e cruel...prefere ser infeliz do que desapegar.
    É uma forma de doença que prejudica a saúde física e sobretudo espiritual.
    Deus nos livre e liberte quem possui
    um abraço

    ResponderExcluir
  6. Lindo post, Vera! Em verdade, basta lembrar que ressentir é sentir outra vez, para que não guardemos ressentimentos! Obrigado, minha amiga; boa semana.

    ResponderExcluir
  7. OI VERA!
    O RESSENTIMENTO NOS FAZ REVIVER O MESMO SOFRIMENTO POR INÚMERAS VEZES, MINANDO NOSSAS ENERGIAS, MELHOR ESQUECER, RECOMEÇAR.
    LINDA POSTEGEM.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Vera, tenho visto você, nos amigos, mas não sabia que você tinha aberto os comentários! E não me avisou, amiga? rss esqueceu de mim!
    Bem, deixando as lágrimas (rs) rsse texto é muito pertinente, conheço pessoas que guardam mágoas incríveis, há anos, anos! E isso já está provado que reverte em doenças, tristezas... E por quê? Não leva a nada, atravanca todos os sentimentos. Felizes são aqueles que conseguem romper essa barreira e colocam um final nesse sentimento de infelicidade. Você trouxe algo muito sério, muito triste, porém certas coisas se resolvem quando existe no ato da vontade um pouco de humildade, esquecer para viver feliz.

    Beijo, Verinha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tais,
      Eu jamais me esqueceria de você. Não comuniquei a ninguém que tinha aberto a barra de comentários, pois, se o fizesse, estaria decretando o meu retorno à blogosfera, o que efetivamente não ocorreu. Como eu estava recebendo alguns recados através do blog da minha mana, resolvi deixar aberta a barra de comentários para quem desejasse entrar e deixar algum recado ou comentário. Você tem me visto em alguns blogs amigos porque tenho retribuído a visita daqueles que por aqui passam.
      Quanto ao tema, de fato, apenas o esquecimento e o perdão poderão abrir portas para a leveza da alma e consequente estado de felicidade.
      Obrigada!
      Ótima semana!
      Beijo.

      Excluir
  9. Bela crónica Vera, estruturalmente, para mim não há um culpado específico, há casos em analiso se a culpa é minha e dai posso, na maioria atribuo a culpa ao sistema.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Não é nada bom viver com ressentimentos.
    Um magnífico texto, obrigado pela partilha.
    Boa semana, amiga Vera Lúcia.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Vera, como vai?
    Como é danoso, o ressentimento... segundo dizem, uma das causas emocionais do câncer.
    É tão desafiante aprender a lidar com as decepções e frustrações. É preciso uma dose grande de perdão sincero e até humildade, pois quando não admitimos a falha alheia, acabamos nos colocando numa posição arrogante.
    Penso que perdão, tolerância, bola pra frente, são saudáveis e necessários, mas se convivemos com alguém que não se importa em nos ferir, magoar, decepcionar, é o caso de escolher sempre que possível estar em uma companhia mais saudável. Perdoar não é o mesmo que nos submeter ao castigo de estar com pessoas que não nos fazem sentir bem.
    Vale também lembrar a necessidade de não guardar ressentimentos em relação a si mesmo.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. É uma triste realidade. Aquele que vive no ressentimento fica cego para as transformações, prisioneiro de si mesmo.

    ResponderExcluir
  13. Hello Vera,
    beautiful words.
    I displeasure unfortunately part of our life.
    I wish you nice evening.
    Greetings and hugs.

    ResponderExcluir
  14. Querida Vera, quanta verdade neste texto.

    A vida é demasiado preciosa e curta para a preenchermos com "cargas" nefastas, o seu peso verga-nos e não nos deixa apreciar a beleza à nossa volta.

    Ressentimento é algo a que já fiz uma limpeza :)

    Um grande e saudoso beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda,
      Pensei que você fosse uma nova amiga chegando e fui logo conferir o seu espaço. E não é que é a querida Fê retornando?
      Maravilhoso o seu lindo espaço! Parabéns!
      Beijo.

      Excluir
  15. Que tenhamos a sabedoria de guardar, em nossos corações e mentes, somente o que for bom... Excelente postagem querida amiga.. Beijos no coração... Vida feliz!!!

    ResponderExcluir
  16. Hello Vera,
    I wish you nice evening.
    Greetings and hugs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you for the affection, Pantherka!
      Happy days!
      Kiss.

      Excluir
  17. Majo, eu acredito em tudo o que não é racional também. E bons pensamentos tornam-se hábitos que faz o monge, sim. Emerson disse que a mente é tudo e a gente torna-se aquilo que pensa. Grande abraço. Laerte.

    ResponderExcluir
  18. Majo, eu acredito em tudo o que não é racional também. E bons pensamentos tornam-se hábitos que faz o monge, sim. Emerson disse que a mente é tudo e a gente torna-se aquilo que pensa. Grande abraço. Laerte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua presença é bem vinda a este recanto, Laerte!
      Obrigada por entrar e deixar seu comentário.
      Volte sempre que desejar.
      Já estive lá conhecendo o seu espaço e lendo a sua bela homenagem à Carmen Miranda.
      Bom final de semana!

      Excluir
  19. Você escolheu imagem bem apropriada ao excelente texto. Quanto tempo perdido e sofrido desperdiçam aqueles que ficam remoendo acontecimentos infelizes! Não importa de quem é a culpa. Talvez, de ninguém, de um equívoco, de uma escolha incorreta. Passou, e é assim que devemos olhar para eles, de modo a continuar com leveza. Bjs.

    ResponderExcluir
  20. Esse texto serve mt pra mim, Vera. Eu sou rancoroso, é meu defeito. Mas realmente não faz bem isso. Bjs e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  21. Olá, Vera!
    Já guardei alguns ressentimentos,mas hoje, posso dizer com certeza que não os tenho mais.
    A reforma íntima, embora seja um exercício difícil, nos permite a percepção do quanto é nocivo conservar mágoas. Aprendi que perdoar não liberta o outro, mas tao somente à si próprio.
    Ótimo texto.
    Um abraço,
    Sônia

    ResponderExcluir
  22. Sem qualquer dúvida... uma pura perda do nosso tempo e energia, em cultivar amarguras e conservá-las... agarramo-nos apenas à dor dos espinhos, sem ver a flor... de que adianta, viver assim?...
    Como sempre uma partilha formidável, sobre um tema bem pertinente... pois todos passamos por ressentimentos... mas conservá-los... é algo que podemos e devemos evitar... para nosso próprio bem!
    Beijinhos! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  23. UN MENSAJE MUY REFLEXIVO Y CONSTRUCTIVO.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  24. Passei para ver as novidades.
    Mas eu volto, sem ressentimentos...
    Bom domingo e boa semana, amiga Vera Lúcia.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela gentileza, poeta.
      Volte, sim, pois a novidade virá em seguida-rsrs.
      Bom domingo, também para você.
      Abraço.

      Excluir
  25. Creio que num planeta de provas que vivemos
    Tudo que nos acontece
    precisa ser analisado na medida certa.
    Mágoa é algo que ainda adoece muitos
    O que entendo é que se perdermos tempo com elas
    Perderemos momentos de para sorrir
    observar as coisas belas que estão ao nosso redor
    como as estrelas
    ou a lua
    o sorriso de nossos filhos
    O bondoso Pai que nos perdoa sempre as falhas.
    O que faríamos se com tantos erros cometidos
    Deus virasse as costas, ou ficasse magoado conosco?
    Estaríamos perdidos.
    No entanto Ele nos ensinou
    da maneira mais preciosa
    O jeito de perdoar o outro.
    Amando-o como nós mesmos.
    O amor é a saída para todos os males.
    Tudo é importante em nossa vida
    menos o que não acrescenta
    Ainda acontece as mágoas
    porque não conseguimos amar
    Com precisamos
    nem a nós mesmos
    que dirá o outro.

    Belo texto Verinha.
    Boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem, garota linda.
      Um comentário pleno de discernimento e sabedoria.
      Sim, o amor é a saída para todos os males e somente quando aprendermos a nos amar e a perdoar seremos capazes de exterminar de nosso coração o inútil e malfadado ressentimento.
      Beijo, flor!

      Excluir

OBRIGADA PELA VISITA E COMENTÁRIO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...