Bloqueador de Selecao

domingo, 11 de novembro de 2018

A FORÇA DO ÓDIO.



Você está preso a tudo aquilo que odeia, pois o ódio escraviza, ao passo que o amor liberta.

O ódio faz parte de tudo aquilo que existe na sua sombra, no terreno do inconsciente, criando doenças, angústias e desequilíbrios. Você pode desconhecer de onde vem o ódio, mas não pode negar que, se ele brota no seu interior, seguramente, existe uma fonte, portanto, o mais razoável é observar-se, buscando essa fonte, perceber quais são os seus pontos fracos, investigar as raízes emocionais de suas reações e isso só é possível através do autoconhecimento. 

É bem verdade que a grande maioria prefere procurar culpados fora, se vitimizando, reclamando, reagindo, etc., por isso existe a dor, por isso o sofrimento impera e perpetua-se. O outro é apenas uma informação. Quem qualifica essa informação de forma negativa, positiva ou neutra é você. Você é quem dá significado à experiência e enquanto houver qualquer traço de fragilidade em suas reações, o Universo irá provocá-lo.

Aquilo que você odeia, pode não ser odiado por outra pessoa, aquilo que o irrita pode não irritar o outro, isso é simples de entender. Aquilo que existe dentro de você é seu, faz parte de um material psíquico à espera de ressignificação, pois tudo aquilo que você viveu e  imantou de carga afetiva, com excesso de importância, está vivo aqui e agora, com todos os combustíveis emocionais possíveis para serem despejados através das suas reações. Aquele que você trata como inimigo ou adversário, na verdade, é antes um cesto de lixo das suas emoções.

O Universo, entendendo a necessidade de renovação da alma humana, cria as condições para que esses conteúdos se manifestem e sejam enfrentados, portanto, você irá conviver com inimigos, viver rotinas desconfortáveis e enfrentar situações que ofereçam ressonância com todo o substrato energético de ódio e revolta que está engavetado em seu inconsciente. Não poderia ser de outra forma. Você está preso ao corpo, em sucessivas idas e vindas, justamente para esgotar esse carma. 

Convivemos muito mais com aquilo que detestamos do que com aquilo que amamos, pois existem demandas internas que precisam ser atendidas. Não a toa, o Mestre Nazareno dizia que os inimigos do homem serão aqueles de sua própria casa.

O ódio se mascara de muitas formas. A culpa, o remorso, a indignação, o preconceito, a discriminação, enfim, toda a nossa personalidade foi estruturada com a argila dessa energia.

Aquele que sente culpa ou remorso, indubitavelmente está com ódio de si mesmo. Aquele que se coloca em guerra contra o mundo, o faz movido pelo mesmo sentimento.

O orgulho, a arrogância, a inveja, enfim, quase todos os vícios mentais da humanidade são confeccionados com a matéria prima do ódio. Diferente da raiva, que é uma reação natural, presente em todos os seres vivos, o ódio não é natural, ele é conceitual, faz parte de um programa de crenças, ou seja, está na estrutura do nosso caráter.

Aqueles que acreditam na violência acabam sendo violentados. Aqueles que pregam o ódio, são doentes e vivem no inferno de suas próprias mazelas psíquicas.

Muitos se dizem cristãos, mas espalham um discurso de ódio, esquecendo que Jesus foi enfático ao recomendar: “Amai-vos uns aos outros”.

(Paulo Tavarez)


sexta-feira, 2 de novembro de 2018

RECADO DA VIDA.

                                                            (Vladimir Volegov)

Trago-te um recado da vida, vem selado em carta com carimbo de urgência e tem o seu nome escrito em letras simples, mas fortes o bastante para que não ocorra mal entendidos.

A carta tem apenas algumas linhas, que é para que você leia com atenção e grave em sua alma a mensagem de amor que os anjos querem te oferecer para ver você feliz.

E a felicidade não parece ser daqueles que possuem tudo o que desejam, mas daqueles que aprenderam a fazer de cada oportunidade o melhor momento de suas vidas, a dar o melhor de si para provar que podem sempre fazer algo melhor.

Aprenda que as horas no relógio marcam o tempo que perdemos pensando no passado que não volta, nos sonhos que deixamos de realizar, nas coisas que não possuímos e que na verdade não nos fazem a menor falta.
Os minutos que parecem lentos já são horas, as horas já são tardias, um novo dia chegou e novas marcas em seu rosto mostram que os anos estão passando, e o tempo não volta…
Então leia a mensagem e grave-a na alma, é o recado querido de quem te ama:
“Tenha felicidade bastante para que possa suportar os momentos tristes, dificuldades para que venças e te fortaleça a cada luta, sonhos para que busque a cada dia um novo objetivo, um amor Infinito que te aqueça a alma, uma Fé inabalável e esperança sempre, para que não te falte o desejo de viver cada dia melhor, todos os dias. O que a vida quer da gente é simplesmente coragem.”
(Paulo Roberto Gaefke)

sábado, 20 de outubro de 2018

SEM DOR, SEM GANHO.

                                     

Assim como um aluno precisa resolver problemas para aprender a matemática e graduar-se na escola, os adultos também precisam dos problemas para avançar, pois estão sujeitos à mesma necessidade de graduação. A vida é aprendizado, estamos todos no mesmo educandário, diante de lições voltadas para o nosso crescimento. Não há atitude mais sábia do que colocar-se diante da vida como um aprendiz. O orgulho e a arrogância, além da prepotência e a auto suficiência, são vícios mentais que ancoram o indivíduo no atraso.

Para respirar um ar mais puro, do alto da montanha, e poder enxergar longe, com uma visão expandida, sentindo-se pleno e realizado, você terá que escalar essa montanha, terá que superar os desafios da subida. Ninguém irá alçá-lo ao topo, você nunca terá esse tratamento especial, portanto, não adianta reclamar das dificuldades, nem queira desanimar-se, muito menos desistir. Você quer estar no topo, não quer? Claro que sim! Todos querem! No entnato, para conquistar o monte é preciso enfrentar os obstáculos dessa escalada.


Os problemas são o retrato dessas dificuldades, eles podem criar todo tipo de desânimo ou suscitar reclamações, mas são indispensáveis. Não existe um indivíduo no planeta que não tenha problemas para resolver; existem sim, muitos incautos, que não resolvem os seus problemas e permitem que eles se acumulem, até ficarem insustentáveis. É justamente o acúmulo de problemas que resulta em sofrimento. Se aprendêssemos a aceitar, com humildade, as provas da existência, resolvendo as adversidades que se apresentam, nada disso aconteceria. Entretanto, o ser humano trás uma predisposição nefasta para criar mecanismos de fuga e livrar-se dos desconfortos da experiência no mundo buscando o prazer. Insiste em não aceitar contrariedades e nega ouvidos aos apelos da alma. Não percebe que, quase sempre, esses conteúdos sinalizam aflições, angústias e questões mau resolvidas. Acredita que é melhor fingir que eles não existem ou não são importantes, acha melhor fugir do que enfrentá-los e superá-los.

Está na hora de entender que você é um problema a ser resolvido e não sairá desse campo de batalhas enquanto não resolver-se. Não adianta fugir da própria sombra, pois ela estará sempre onde você estiver, portanto, faça esse bom combate.

A medida que você for subindo, os ânimos se renovam, as dificuldades diminuem e o corpo cria couraças de resiliência, portanto, não olhe para baixo, não pense em desistir. Muitos se jogam e são obrigados a recomeçar do zero, não queira isso para você.

Tudo aquilo que te afeta apenas está sinalizando os seus pontos fracos. Você precisa ser afetado, essa é a lógica Universal, não seria nada produtivo estagnar-se. A Vida estará sempre te provocando, como um professor faz com seu aluno. Quando nada mais te afetar, pronto, você chegou ao topo, simples assim. Aceitar a experiência, confiar na vida, agradecer pelos avanços, tudo isso é fundamental, ao passo que viver em luta contra a realidade é totalmente insano.

“Felizes os que sofrem”, já dizia o Galileu. Pena que poucos conseguiam entender essa máxima. Aquele que sofre se vê forçado a continuar subindo, enquanto aquele que vive confortavelmente, encaixado na sua mediocridade, não percebe que está ficando para trás.

Jung nos ensina que o sofrimento precisa ser superado, e o único meio de superá-lo é suportando-o.

(Paulo Tavarez)



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...