Bloqueador de Selecao

segunda-feira, 26 de maio de 2014

FALAR PARA FAZER SILÊNCIO.


Tudo que não conseguimos falar vira eco e não há paz enquanto silêncios retumbantes latejam dentro de nós.
A paz é impronunciável, inaudível, intraduzível. Sente-se paz. Só isso. Quando palavras são necessárias, a paz vira tratado, acordo, confissão.

A palavra não dita só é ouro se não for palavra, mas silêncio e quietude. O resto, todas as palavras, precisam ser pronunciadas para que dentro de nós não cresçam ervas daninhas, tumores, temores, fossos. A palavra abafada sufoca. A palavra amordaçada arranha e fere. A dor silenciada é devastadora como um terremoto a rasgar fendas na alma e fazer desabar certezas.
De todos os males que podemos nos causar, um dos maiores é engolir palavras. Por isso, expresse-se! Fale, explicite, faça-se ouvir. Traduza-se. Não tenha medo das palavras que lhe pertencem. Clame por justiça, reclame carinho, conte seus sonhos. Elabore memórias, conte histórias, verbalize ressentimentos. Pronuncie-se contra, a favor, muito pelo contrário. Vote. Não engula sapos, desaforos, não aborte palavras que vêm das entranhas. Solte-as no mundo, na cara da vida, devolva-as. Manifeste desejos, desagrados, desagrave-se. Cante, chore alto, lamente-se, fale com Deus. Não tenha pudores nem meias palavras: sinta inteiro, lave a alma, letra por letra, fale-se.

Fale de amor, afeto, carinho. Amor explicitado é linguagem universal. Transforme palavras em gestos, abraços, presentes, romance. Fale de idéias e ideais. Transforme palavras em ações, soluções, revoluções. Fale de valores e sabedoria. Transforme palavras em exemplo e atitude. 

Que você possa falar “Eu te amo”, “Eu entendo,” “Eu perdoo”, “Eu não aceito”, “ “Eu não quero”, “Dane-se”, “Eu espero”, “Eu consegui”, “Sai daqui”, “Eu errei”, “Eu vou recomeçar”, “Me perdoe”, “Fica comigo” e tantas outras palavras, com propriedade e clareza, para que elas sejam libertadoras. Para que elas operem milagres, encontros, desabafos, trégua mas, sobretudo, silêncio, aquele que vale ouro, aquele que vem depois que as palavras descansam bem-ditas, saciadas, em paz.


(Hilda Lucas)





74 comentários:

  1. Uma forma diferente de sentir e viver a paz. Ter coragem de amar, desculpar, repartir amor. Aprender a viver o silêncio interior e transmiti-lo aos outros através de um modo de vida justo e alegre.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Vera Lucia

    Apesar de tudo, fez-me muito bem ler este soberbo texto...Penso que o que permanece são as "nossas" atitudes.

    Gostei muito de ler.

    Beijo, e uma excelente semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Temos que colocar pra fora os barulhos que temos em nós.Assim o silêncio chega!!bjs,chica linda semana!

    ResponderExcluir
  4. oi Verinha,

    o nosso próprio silêncio,
    tem sempre muito a dizer e contribui para a nossa paz de espírito...
    muito bom o texto!!!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Olá Verinha

    Verdade absoluta!
    Ótima semana para vc...

    AMIGA DA MODA by Kinha

    ResponderExcluir
  6. A palavra é a arma mais poderosa que temos. Ela liberta, acomoda, limpa a alma e acalma a tempestade que existe dentro de nós.Só que ela quando lançada não tem mais retorno e por isso deve ser pensada antes de ser falada, gritada ou explodida.
    Quando falamos os que nos entala a garganta, realmente liberamos a raiva,a amargura, a tristeza. E isso faz nossa alma silenciar no conforto do senhoria das palavras.
    beijokas doces Vera, que Deus a abençoe sempre.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia bom dia, minha querida!
    E as palavras são poderosas, então também devem ser usadas com sabedoria, sempre!
    Engolir sapos não faz bem à saúde, mas acredito que há maneiras de expressão que alcançam corações, enquanto outras, destroem.

    Adorei sua postagem, como sempre, ótima pra refletir.

    Abração esmagador e linda semana.

    ResponderExcluir
  8. Eis um dos artigos mais bonitos que você publicou. Sinto isso na pele; muitas vezes, parece-me estar com a garganta tapada, a voz quase não sai, por não poder dizer o que penso...
    Queridíssima, um abraço bem energizado!!!

    ResponderExcluir
  9. Ultimamente, digo tudo o que tenho a dizer de bom. E de ruim, se assim eu achar estritamente necessário. Guardar palavras, dores e venenos no meu interior, nunca mais.
    Adorei!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Olá Vera Lúcia!
    O estado de paz é a serena tranquilidade, é o silêncio leve que não precisa de palavras para ser descrito, porque a paz interior não precisa explicar-se ou justificar-se, sente-se apenas. Tudo o que está para além da paz ouo que a ela não consegue chegar, necessita de exposição através do acto ou da palavra. E até acho que poderemos por vezes ter de "engolir alguns sapos" em alguns momentos da vida, mas que não engulamos palavras, porque elas nos ficarão na garganta, a meio caminho entre a boca e o coração, a incomodar-nos.
    A maior parte das pessoas fala mas não diz, não explicita, não confronta, e é muito raro "falar-se". A maior parte das pessoas "encolhe-se", não se desprende, não é consequente ou assertivo.
    AS palavras têm sede e fome de de arejamento, precisam ser de vem quando "trazidas à praça".
    Um excelente texto de Hilda Lucas. Até falei demais!...:-)
    Boa semana, Vera!
    xx

    ResponderExcluir
  11. Em vez de " precisam ser de vem quando trazidas à praça", queria dizer : precisam ser de vez em quando trazidas à praça.
    Perdão.

    ResponderExcluir
  12. Me fez pensar, as pessoas não falam : me perdoa, desculpe.
    Mas falam frases fortes que muitas vezes ferem como lanças.
    Da nossa boca podem sair tanto palavras de vida qto de morte.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde Vera..
    quantas delas se perdem dentro de nós ou ficam aprisionadas numa rebeldia de pensamentos.. temos que pensar sempre muito bem antes de dar vida ao verbo.. beijos e até sempre

    Lapidando Versos

    ResponderExcluir
  14. Que excelente escolha de texto e imagem, Vera! Obrigado, boa semana.

    ResponderExcluir
  15. Alguns silêncios fazem ecos dentro de nós, mas som bonito mesmo é o das palavras quando saem do coração...

    Um abraço, Lúcia!

    ResponderExcluir
  16. Vi mais uma vez ver o teu blogue e as tuas novidades!! O texto diz muitas verdades!! Eu confesso que no mundo das palavras sou muito timida e o meu pai ainda é mais calado. Mas acho que comunicar os nossos problemas com os outros faz com que os nossos problemas fiquem mais pequenos e mais fáceis de resolver. Beijinhos e excelente semana para ti,fica com deus!! mundomusicaldacarolina.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde Vera :)
    Que texto interessante...li e reli.
    Engolir palavras nem sempre é bom,
    mas por outro lado, evita muita coisa desagradável.
    Eu às vezes me arrependo do que falo,
    mas do que não falo, raramente.
    Bjs \o/

    ResponderExcluir
  18. As palavras libertam e propiciam entendimento. O que se guarda nem sempre é apreendido pelos demais, já que ler silêncios não é fácil e provoca desastrosos enganos. As palavras são úteis para transmitir sentimentos, desde que gestos e comportamentos estejam condizentes com elas. Bjs.

    ResponderExcluir
  19. Como ter paz se muitas vezes temos que amordaçar palavras que
    , as pessoas não estão preparadas pra ouvir?
    beijinhos
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Hi Vera,
    very beautiful and true text.
    Have a nice evening.
    Greetings and hugs.

    ResponderExcluir
  21. Oi, Vera, concordo, só tem um 'senão':
    Falar, na maioria das vezes alivia a alma dá leveza ao espírito e traz paz à alma. Porém, com certas pessoas é melhor não falar, o efeito seria mais desastroso, as palavras retornam como um bumerangue.
    O Ministério da Saúde adverte: Brigas fazem mal à saúde! rs.

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  22. O que não conseguimos falar vira eco mesmo, em nossas cabeças. Aquilo ficar martelando.
    E que possamos falar Eu 'alguma coisa" de coração e não apenas por falar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Perfeito Vera!!!!

    Gostei tanto que li tudo de novo e agora, se me permite, vou compartilhar no meu face (com os devidos e merecidíssimos créditos claro!).
    Parece uma oração!

    Um momento de inspiração abençoado que você teve. Nesse mundo de pessoas engasgadas, sufocadas, cheias de palavras abafadas dentro de si, um texto desse é libertador!

    Parabéns por tão sábias e bem colocadas palavras!

    Abraços

    Leila

    ResponderExcluir
  24. Um texto cheio de verdades!
    Realmente engolir palavras (ou sapos, rsrs) não nos faz bem. Eu sou dessas que falo tuuuuudo!!! Inclusive agora ando me policiando pra não falar demais. rsrsrs
    Mas causar tumores jamais!

    Um beijo Verinha.

    ResponderExcluir
  25. Boa noite Vera, as vezes é preciso silenciar, outras vezes as palavras se fazem necessárias. Que saibamos falar somente o que convém, e o que beneficia falar e ouvir, pois podemos causar estragos, ou nos arrepender de palavras ditas, e que seria melhor se ficassem no silêncio; claro como disse a Hilda, se elas ficarem no silêncio e quietude, sem causar danos. Muitas vezes temos que deixar escapar a pressão, na medida certa, tudo tem que ser bem pensado, e melhor é a paz.
    Gostei do texto, uma excelente reflexão, bem selecionado e lindamente ilustrado; mexeu comigo.

    Beijos, amiga, uma abençoada semana!
    ♥¸.•*¨)♥.•*¨)¸.•*♥¸

    ResponderExcluir
  26. Quando alguém me fere, eu tenho que falar, dizer o que estou sentindo, mesmo sabendo que não vale a pena proceder assim com determinadas pessoas.
    Abraços, Vera.

    ResponderExcluir
  27. Palavras engolidas causam transtornos físicos e emocionais que não valem a pena.
    Expressá-las é a melhor solução!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  28. Que nossas emoções não sejam sufocadas,
    que nossa voz não fique presa na garganta,
    nem que sejam arrancadas pela força bruta.
    Fica proibido não expressar os sentimentos.
    Sejamos donos de nossa voz.

    Linda semana azul celeste para voce.
    Meu carinhoso abraço de paz e luz.

    ResponderExcluir
  29. Os ecos reverberantes de cada frase deste precioso texto se espalha por cada fenda, por cada espaço, gravando em luz brilhante as muitas verdades libertadoras das palavras; que as nossas sejam sempre aladas e jamais aprisionadas.
    Impactante partilha, Vera.Grata!
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  30. Mesmo que ninguém ouça, é importante falar. Falar consigo, falar com as paredes, falar com o espelho, falar com Deus, falar, falar, apenas falar. Excelente texto.

    Abraços

    ResponderExcluir
  31. Hoje é um dia que.....

    Elogio de espaço tão bonito
    Parabenizo por todo post sensacional
    E agradeço mais uma vez sua amizade

    A verdadeira coragem é ir atrás de seus sonhos,
    mesmo quando todos dizem que ele é impossível!...

    __________ Cora Coralina

    Bjussss

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  32. A palavra tem muito poder, há que saber usá-la.
    Desabafar é fundamental.
    Bjs

    ResponderExcluir
  33. Amém, que assim seja!!
    Eu sou o tipo de pessoa que sempre falo, porém sou um pouco orgulhosa para pedir desculpas, ou que errei...

    Uma semana linda, linda para vc Vera.

    Grande beijo

    Nanda

    ResponderExcluir
  34. Olá Vera, excelente texto....
    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  35. Lindo texto, ter a coragem de falar, mas saber silenciar... Isso faz toda diferença!
    Que tenhamos sempre muita sabedoria!

    Desejo uma noite iluminada e cheia de encanto pra vc querida Vera! Bjos!

    ResponderExcluir
  36. Oi, Vera..."há tempo de falar e há tempo de calar" e quando falamos as palavras orientadas pela alma têm que passar pelo escrutínio da razão, liberadas das emoções do ódio , da maledicência , da intriga, inveja...ou seja elas têm que ser controladas pelo sentimentos de paciência, tolerância, amor..fazer valer os nossos sentimentos sem ferir ou prejudicar.A fala é um instrumento e não deve ser uma arma.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  37. Que texto espetacular esse da Hilda. Vai direto na ferida e provoca uma reflexão imediata. Não tinha lido ainda. Adorei, Vera. Quando silêncios retumbantes latejam é sinal que está na hora de tomar uma atitude. Enfim, o texto todo é incrível .Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  38. UN MENSAJE MUY CONSTRUCTIVO. GRACIAS POR COMPARTIRLO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  39. Olá, Boa noite, querida Vera...
    Bela reflexão da Hilda...sim, tudo à ver com o contexto do meu,ou melhor, o meu tem tudo à ver com esse texto...
    Bem...tudo dito e redito na postagem...
    vamos lá...
    ... dizem que o silêncio ou é angustiante ou uma perda de tempo,pois vivemos numa sociedade que não valoriza o silêncio. Valoriza a ação. E aqui já há muita discussão, pois apenas no silêncio de si mesmo é que se descobre a essência da vida, o que torna , e é, importante cultivar o silêncio e os longos momentos contemplativos à subjetiva maneira.
    Mas viver em silêncio é perigoso, como bem dito,pois tudo que conseguimos falar vira eco e não haverá paz enquanto esse,silêncio, latejar em nós... mas fico pensando no tanto de pessoas que não consegue se expressar e no sofrimento que carregam. Que consigam romper com seus silêncios algum dia... e que este dia não seja tarde demais. E que quem precisa das palavras ditas, possam entender que talvez não seja pessoal. Talvez só existam palavras não ditas, caladas pela experiência de vida de cada um...
    sim, estamos num momento não muito bom, hehehe
    mas,tudo faz parte,né não? Tudo passa e se ajeita...
    Obrigado pelo carinho,bela semana,muita paz e luz,beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,Boa noite,Querida Vera, ...Bem, por aqui?Comigo, tudo riba!
      ..corrigindo ali em cima,hehehe,"tudo que NÃO" conseguimos falar..."
      Obrigado pelo carinho,bom final de semana,beijos!

      Excluir
  40. Oi, Vera!
    Que texto brilhante da Hilda, eu não conhecia!
    Que nossas palavras sejam para tudo isso que ela falou e mais ainda, para trazer paz no mundo, pois tanto se fala daqui e dali, mas para a paz, pouco se produz.
    um grande abraço carioca


    ResponderExcluir
  41. Adorei esta leitura, Vera.
    Por vezes há textos assim, que acabamos por ler como se tivessem sido escritos para nós. E por muito que possam ser interpretados de maneiras diferentes, acabamos por lhe dar um sentido pessoal. Foi o caso.

    Um dia, ainda muito nova, percebi que muitas vezes, as palavras me ficavam enroladas na língua, ferindo-me a garganta. Por vezes conseguia libertar umas quantas, mas nunca todas. Então comecei a escrever. A verdade é que, quando as via ali todas arrumadinhas numa folha de papel, era como se me liberta-se do silêncio pesado, que sentia ao não dizê-las. Acabava por as ler depois, em voz alta e a paz que sentia no silêncio seguinte era maravilhosa. Acho que ainda hoje faço isso.

    Obrigada por esta partilha, Vera.
    Deixo um beijo.

    ResponderExcluir
  42. Muito bom Vera.
    Excelente texto.
    Eu sei da paz do silêncio tão bem, por issso compreendo.
    Beijos. MD

    http://acontarvindodoceu.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  43. .

    Gostei do texto da Hilda.
    Vera, será que o padre terá
    forças para fugir aos feitiços
    da moça que não crendo na
    igreja tenta encantar o padre?

    Só meu blog, amiga, você
    ficará sabendo.

    Beijos,

    silvioafonso



    .

    ResponderExcluir
  44. Bom dia querida Vera,
    Que belo texto. O desabafo de vez em quando é necessário ,mesmo que assuste, só sabe da dor quem a tem e arrancar pela raiz requer força de espírito.Depois calar e paz.
    meu beijo

    ResponderExcluir
  45. A palavra não dita deve nascer. A música deve ser cantada.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  46. Há palavras que fazem milagres.
    Um magnífico texto.
    Bom resto de semana, querida amiga Vera.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  47. Belíssimo texto, Vera. Ha palavras que libertam. Por vezes é preciso desaprender a linguagem do silencio e deixá-las voarem.

    Beijos.



    ResponderExcluir
  48. Boa tarde Vera.
    Bom restinho de quarta para vc!!

    Beijos mil!!

    Nanda

    ResponderExcluir
  49. Vera, muito sábio esse conselho. As pessoas sempre falam para pensar antes de falar ou não falar e mostrar o quanto é sábio e bla bla bla, mas como guardar tudo? As vezes precisamos botar pra fora, com moderação, é claro, mas botar!
    Guardar tudo faz mal! Beijos!

    ResponderExcluir
  50. Lovely pic. It is so well composed.

    ResponderExcluir
  51. Oi. Texto profundo e que leva a pensar, a refletir. Palavras são muitas vezes silêncios e vice-versa.Que tenhamos sabedoria ao falar e ao silenciar. Bjs

    ResponderExcluir
  52. Querida amiga
    Vou viajar. Estarei ausente por dois meses, no mínimo.
    Sempre que tiver oportunidade irei ao meu blog e farei visitas tanto quanto for possível.
    Tenho no «DEUSA» um post de despedida.
    Tenho que usar este esquema de “copy & paste” porque não tenho tempo para me despedir de cada pessoa individualmente.
    Deixo um beijo amigo e um “até sempre”.
    Miguel

    ResponderExcluir
  53. Boa tarde Vera!!!
    Ai sempre que faço meus bolinhos fico pensando em vc...
    Quero muito que uma horinha dessas vc consiga fazer e experimentar nem que seja um <3
    Quando vc fizer quero saber se gostou tá?

    Beijãoooo, bom restinho de semana!

    Nanda

    ResponderExcluir
  54. Oi querida Vera, ótima escolha!
    Gostei muito da imagem também!
    Beijos e tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  55. Que texto maravilhoso Vera! Eu não conhecia.
    As palavras que não dizemos e que precisamos dizer tornam-se venenos...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  56. Olá, Vera.

    Tudo de bom.
    Desejos de boa noite.
    Tecendo a vida, em busca da felicidade.
    Abraços

    ResponderExcluir
  57. Boa tarde Vera!!
    Vc sempre querida <3

    Vim te deixar um beijãoooo e desejar um finde abençoado e lindo!!

    Nanda

    ResponderExcluir
  58. Silenciar o que nos sufoca, pode mesmo nos envenenar. Quando desabafamos esquecemos mais rápido. Porém sei que as vezes é necessário silenciar, para não magoar, não ofender, não humilhar.

    Um texto maravilhoso, que liberta.
    Um grande abraço minha amiga querida.
    Um belíssimo final de semana pra você.









    v

    ResponderExcluir
  59. Querida Vera, depois de meses ausente, venho cumprir o que estimula seu texto: expressar-me.
    Apesar de minhas pausas esporádicas no que diz respeito ao mundo virtual, tenho uma necessidade extrema de palavras ditas da forma mais clara possível, por isso raramente as retenho. Ou elas saem na forma oral, ou viram textos, mas não faço engoli-las. Uso, porém, de cautela, de ponderação: para não ferir em vão, não causar má interpretação, não gerar confusão. Com tato e sabedoria, maioria das vezes, tenho a palavra como uma aliada sempre presente.
    Adorei seu texto, muito verdadeiro, muito necessário.

    Muito bom estar novamente aqui, neste recanto iluminado. Beijão.

    ResponderExcluir
  60. Amém! Salvei o texto, por comungar com ele. Não é à toa que no meu blog meu perfil diz que "escrevo para me salvar"...
    Abraço,
    Jussara - minasdemim

    ResponderExcluir
  61. Se a humanidade dialogassem um pouco mais, muitos entraves deixariam de existir. O ser humano é um ser em relacionamento, quando deixa de se expressar, acaba podando seu crescimento e o crescimento com quem se relaciona.
    Abraço, Vera.

    ResponderExcluir
  62. Se as pessoas se entendessem e se amasse de fato, tudo seria mais feliz e alegre.
    Lindo texto Vera querida.
    Beijinhos no coração.

    ResponderExcluir
  63. O poder, a beleza, o valor, o significado das palavras e o imensurável efeito que produzem, quando dispostas em poemas, em prosas, num fecundo discurso...ou, num simples "eu te amo"...
    Maravilhoso texto, você selecionou. Obrigada, por partilhar aqui, neste fecundo recanto, amiga.

    Um feliz domingo, Vera Lúcia.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  64. belissimo texto e reflexção Vera. O poder das palavras não tem igual! As maiores causas de doenças, são o guardar para si: Mágoa, desafeto, rancor, ciúme, etc. tudo isso e muito mais nos tiram a páz e nos tornam doentes e infelizes. Salve a paz!! Adorei! Obrigada. Um feliz domingo e semana! Flores para vc. Bjosssssssssss

    ResponderExcluir
  65. Sabias palavras ! O silencio pode falar mais alto do gue palavras ...
    Bela noite de domingo :)
    Beijos !

    ResponderExcluir
  66. É Vera Lúcia: As palavras convencem, mas os exemplos arrastam" > Uma bela reflexão.Muitas vezes o silêncio fala mais alto. Em outras é preciso expressar em palavras o que vai no coração. Saiba identificar o momento .Bjs . Bom domingo.

    ResponderExcluir
  67. Boa noite Vera,
    As vezes o silencio fala mais do que muitas palavras.
    Vim lhe desejar um més de junho com muitas alegrias.
    Beijos

    ResponderExcluir
  68. Verinha,
    lembrei-me da meditação e todo o seu poder curador da alma, e o bem que faz esse silêncio. Confesso que é difícil, exige tempo, e concentração para desconcentrar :) mas é muito válida. Um exercício de paz.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  69. Vera minha filha mais velha é muito timida e desde criança tem infecções de garganta, já me disseram uma vez que as infecções dela são reflexo das palavras que ela não diz, achei bem curioso isso! rsrs Sem duvida acho que tudo que guardamos nos envenena de alguma forma! Bjossss

    ResponderExcluir
  70. Oi Vera Lu,quanto tempo.
    Saudadeee!
    Já me entalei tanto com palavras,já engoli tanta coisa que não devia e no fim só me fez mal.
    Botar pra fora é a melhor solução,mas vou te falar que nem sempre é fácil.
    Mas estamos aí na luta.
    Abração =)

    ResponderExcluir
  71. Linda passagem Verinha!!

    Como se encaixa para... só eu sei como teno dificuldade de colocar as coisas para fora, principalmente as ruins...

    SAudadesss

    Camila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida,

      Também #soudessas#, mas sabemos que engolir palavras não é nada saudável.
      Vamos tentando, né? Lembra da proposta do nosso último exercício (o desapego)? Estou praticando-rsrs.
      Saudades também.

      Beijão.

      Excluir

OBRIGADA PELA VISITA E COMENTÁRIO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...