Bloqueador de Selecao

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

ELO E APEGO.

                                                           (Alex Alemany)

A palavra elo, tem um sentimento muito forte de liberdade, de prazer sem obrigação. O elo entre as coisas e as pessoas se dá no momento certo, sem forçar nada e com uma certeza de que aceitamos o outro do jeito que ele é. Há um elo muito forte até mesmo quando ficamos anos sem ver alguém. Esse elo vive, apesar do tempo, ele transcende o nosso consciente. Ele simplesmente existe. É como nosso elo com a natureza, não moramos na praia, mas ela está lá.

O apego é a falta de segurança, auto-estima e falta de fé. Quem se apega, não acredita no amor, na experiência e... no que seja bom enquanto dure... Nós, seres humanos, gostamos de vivenciar determinadas coisas enquanto esses momentos nos trazem alegria, bem estar, crescimento e felicidade. Mas temos mania de manter situações que já não nos fazem bem. 


O apego nos dá a falsa ilusão de controle, de satisfação e de amor. Uma mãe que ama seu filho de verdade, entende que ele é um ser único e separado dela, que tem vida própria e experiências a serem vividas. Toda mãe sente na pele que não pode proteger seu filho a vida inteira.

Qualquer tipo de apego traz cegueira. O apego ao dinheiro, à religião, ao carro, à casa. Qualquer tipo de apego vai contra as nossas necessidades, não enxerga a mudança, a transformação das necessidades. Quantas vezes nos apegamos a algo e depois que soltamos, o novo veio e foi muito melhor ou pelo menos importantíssimo para o nosso crescimento.

Espero que saibamos transformar todos os nossos apegos em elos. E... que a vida flua, conforme a nossa alma peça as mudanças. 
Medite para saber o que sua alma deseja e tenha coragem de deixar vir o novo. O novo pode vir até na mesma casa, no mesmo relacionamento e na mesma pessoa. O novo vem da renovação de atitudes, da mudança de pensamento e ações, que ainda não experimentamos. O novo vem de dentro...



(Simone Arrojo). 

54 comentários:

  1. Beleza de texto! Escuta a letra e depois me diz. Beijo
    http://youtu.be/x0bwaaCzjOU

    ResponderExcluir
  2. BOm dia

    Um texto muito bem escrito, com mensagem adulta e criativa.
    Tem a minha total concordância
    Tenha um dia feliz
    *******************************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Hello Vera,
    Wonderful painting.
    Very original with these hands. Very pretty how this is made!!

    Beijos, Marco

    ResponderExcluir
  4. Bom dia
    Excelente e soberbo texto..Concordo totalmente
    Um beijinho, e um dia feliz

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Vera

    I love this post again very much.... my compliments.

    Beijos, Joop

    ResponderExcluir
  6. Puxa!!! Nuca havia sequer pensando no ego / apelo dessa maneira tão bem descrita, tão bem detalhada. Achei o máximo, pois assim aprendemos a nos livrar o ruim e criar mais harmonia no viver.
    Um texto lindissimo!
    Parabens!
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir
  7. Espetáculo de texto e mensagem e a imagem perfeita! beijos,chica

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Desapegar e substituir o costume por elos. Adorei isso. Parece tão natural falar de elos. E até pronunciar a palavra. Já apego sugere força, e falta de controle. Nesse caso, os resultados são pouco satisfatórios, né?
    Uma ótima questão para refletir. Que ótimo encontrar esse texto em teu blog.

    Grande abraço, Vera!

    ResponderExcluir
  10. Difícil quando a gente amam demais,embora este elo esteja entre os portais invisíveis,tempo não existe,falo somente do amor,não do apego as coisas materiais pois destes sou analfabeta rss.Bom demais amar, se apegar,ruim sofrer...vida.
    beijo grande Vera querida

    ResponderExcluir
  11. Sócrates estava certo, "o apego é a fonte dos nossos maiores sofrimentos".

    Abraço, Lúcia!

    ResponderExcluir
  12. Oi Vera
    O novo vem de nossa transformação interna, quando perdemos o medo de novas experiências.
    Bjux

    ResponderExcluir
  13. Oi Vera
    Muito bom o texto e também reflexivo. Penso como mãe igual ao que está no texto, mas na prática é meio difícil kkkkkk, vou tenta desapegar quando chegar minha hora.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  14. Olá Vera lindíssimo poema,é verdade nós podemos nos afastar,mas o elo está sempre presente!
    Lindo amei.
    Aproveitando para agradecer a sua visita,e seu comentário sobre a minha postagem.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  15. É preciso soltar, deixa\rir...O apego é muito prejudicial O elo realmente é diferente, convive conosco de forma livre, onde estivermos.
    Beijos. Élys.

    ResponderExcluir
  16. Oi Vera

    Esta é mais uma de suas maravilhosas postagens.

    Quem se apega não acredita em si mesmo. O elo com liberdade também encontramos aqui no mundo dos blogs. Um compartilhar com todos sem distinção deixando fluir nossa alma de poeta.
    Lindo dia para você.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  17. Perfeito, Vera. O novo vem de dentro, de uma vontade e determinação para a mudança; principalmente, permissão para tal. Acho que as pessoas temem a mudança por medo de perderem sua identidade; mas eu acho que a mudança revela mais sobre a gente. Abraços!

    ResponderExcluir
  18. Elos e apegos fazem parte do nosso viver. Uns trazem saudades, outros trazem dependência...
    Belo texto, moça. Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Adorei o teu texto, Vera Lúcia!
    O apego é feito de cola, tudo fica pegajoso, e as pessoas não conseguem ser livres nem dar liberdade aos outros.
    Criar elos é criar laços feitos de compreensão perante a singularidade e autonomia de cada um, compreender que tudo possa ser nosso, mas que nada verdadeiramente nos pertence. Como diria Saramago, gostar é a melhor maneira de ter, ter deve ser a pior maneira de gostar...não utilizei comas porque já nem me lembro se a citação é exactamente assim, mas o sentido é esse.
    Adorei teu texto!
    xx

    ResponderExcluir
  20. Oi Vera,
    Nunca tinha pensado nessa questão de apego x elo.
    Criar elos sabendo desapegar.
    Apego material é atraso de vida.
    E com pessoas, existem sentimentos que estão acima dele.

    A bailarina agradece :)
    Tem feriado aí?
    Aqui não ...
    bjs

    ResponderExcluir
  21. Boa noite Vera :)
    Vc só posta textos fantásticos!
    Quem consegue transformar apegos em elos,
    alcançou um alto grau de sabedoria...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  22. O elo não se rompe,pois ele é infinito e sem começo e fim, já o apego gera dependência e escraviza. O ele é gerado na alma, enquanto o apego é formado na matéria.
    Texto lindo Vera!
    bjkas doces

    ResponderExcluir
  23. Desapegar, reciclar e amar. Verbos que criam elos libertadores.
    Um abraço Vera

    ResponderExcluir
  24. Ola querida amiga,sempre com textos admiráveis.Uma boa noite e meu maior abraço.SU

    ResponderExcluir
  25. Olá!Bom dia
    Querida Vera
    ...a nossa maior fonte de desprazer ou insatisfação é acreditar que os recursos de que necessitamos para bem viver estão fora de nós, por isso esse sentimento de dependência de várias coisas,simples e complexas, mas ainda assim,
    na dependência de algo, ou de alguém que nos tornam "pessoas apegadas" , e assim, incapazes de perceber a nossa própria essência...por isso,apego e elo,
    palavras tão simples, mas que podem transformar e nos libertar com o autoconhecimento que nos permite perceber, de forma
    gradativa, tudo que necessitamos transformar e substituir nossos costumes por elos.
    Obrigado pelo carinho de sempre
    Belos dias
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. oi Verinha,

    lindo texto,minha amiga,
    as suas escolhas são sempre preciosidades para o nosso
    aprendizado...
    desculpa pela ausência,
    mas a Valentina nasce domingo
    e estamos na correria...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  27. Olá Vera

    O apego não é saudável não. O apego pode redundar no sentido da posse. Ora nós devemos mais se desejados e estimados do que indesejáveis,
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. Excelente distinção de termos.
    Geralmente elas vêm em nossas frases com o mesmo sentido, mas não saõ absolutamente!

    Já me apaguei demais, agora quero criar elos por aí! Vivendo e aprendendo né?!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  29. Olá sorriso lindo! Saudades Verinha.
    Amei o texto.
    "Elo" é exatamente isso que me trouxe aqui.
    Tenho um carinho imenso por você , pelos textos que nos conforta, por observar nas suas escolhas a sensibilidade, e a grandiosidade de alma.
    Passe o tempo que passar quem ama, sente esse laço no coração.

    Beijão querida

    ResponderExcluir
  30. Olá,
    É de enorme importância e existência do "elo" que nasce naturalmente em cada um de nós, não existe só em ralação a pessoa, como existem em relações e bens materiais, cidades e outras coisas mais.
    Adorei ler o que escreveu,
    abraço.


    ag

    ResponderExcluir
  31. Olá, Vera!!!!!

    Saudades, amiga!
    Este texto é perfeito! Vejo exatamente desta forma. Mas pouquíssimas pessoas veem assim...um dos motivos para desentendimentos e pesos nas relações com algumas pessoas...infelizmente.
    Mas, vamos que vamos! Graças a Deus encontramos pessoas que sabem compartilhar afeto, formando elos!
    Beijos!
    *Meu painel do blogger ainda não está normal...que coisa!

    ResponderExcluir
  32. Olá minha querida!
    Te confesso que ao ler, pude rever vários conceitos que antes eu tinha como prioridade em minha vida.
    Obrigada por compartilhar comigo reflexões tão cheias de verdade.
    Parabéns pelo blog!

    http://cecisouza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Boa tarde Vera!

    Suas escolhas de textos sempre me emocionam. Desejo o novo a cada dia que passa.
    Que o apego se transforme em elo sempre.

    Desejo que sua sinusite passe logo, é tão ruim né?

    Beijão e um maravilhoso e abençoado fim de semana para vc!

    Nanda

    ResponderExcluir
  34. Querida que belo texto para meditar e sentir o quanto a vida é feita para viver e não para prender! Adorei.Aqui sempre lindo e doce como sempre.Bom fim de semana.Brisas e cores para enfeitar estes dias.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  35. Lovely blog, greeting from Belgium

    ResponderExcluir
  36. Voce com seus belos textos de estimulo à vida, ao bom relacionar e crescer.
    O elo que não podemos perder,nem deixar partir.
    Grato pela partilha Vera.
    Estava com saudade daqui.
    Um lindo fim de semana a voce amiga.
    Meu terno abraço de paz e luz.

    ResponderExcluir
  37. Que a vida flua com intensidade. Lindo texto.
    Tenha um abençoado fim de semana. Bjs

    ResponderExcluir
  38. Oiiii Vera, eu me considero uma pessoa bem desapegada a pessoas, nunca fui mãe superprotetora agarrada com as crias nem a outros familiares, amo de paixão mas tenho consciência de que não são minhas, são do mundo! Tbém não sou apegada a bens materiais, me desfaço com facilidade das coisas, porém sou extremamente apegada a vida, tenho pavor de pensar em morte, na minha rsrs tenho medo de não dar tempo de fazer tudo que eu sonho, e sofro por que sei que não dará rsrs Bjinhossss

    ResponderExcluir
  39. Esta é uma questão sempre atual...nenhum pássaro vive naturalmente, canta feliz, se engaiolado. Na ilusão de que seu canto é maravilhoso e alegre, nos quedamos olhando-o, iludindo a nós mesmos, até que o pássaro adoece e morre. Assim são os relacionamentos mórbidos suscitados pelo apego, que prende, mas não une.
    Obrigado pela sua visita, amiga! Um abração, e feliz fim de semana!

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  40. Importante demais estarmos disponíveis para o que buscamos de verdade e não de maneira fútil, artificial ou passageira.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  41. Não somos donos de pessoas, por mais que as amemos. Podemos até ser apegadas a elas, em um sentido especial, que não aprisiona nem machuca. Bens materiais trazem conforto, se os aproveitamos, devidamente, sem a busca constante de mais e mais. E o que não tem utilidade para um, deve ser descartado, doado, porque outros deles necessitam. Bjs.

    ResponderExcluir
  42. A Simone está coberta de razão. Elo nada tem a ver com apego, muito pelo contrário. E dominar o outro nunca é bom, ainda mais quando se usa o disfarce do 'amor' como justificativa. Mas eu confesso que tenho muito apego com objetos. Sou desses que penso 5 vezes antes de jogar algo fora. bjs e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  43. Estou aqui para deixar um carinho
    com bastante saudades de você.
    deixei um mimo na postagem
    se for do seu gosto é oferecido com muito carinho.
    Quando fico ausente chega doer a saudade,
    porém mesmo no silêncio jamais esqueço de você.
    Eu acredito na verdadeira amizade ,
    que o tempo não corrói
    permanece viva e cravada no coração e na alma.
    O fato de não estar conseguindo chegar a todos blogs como sempre
    fiz esta me custando acreditar ,
    que na dor perdemos
    pessoas , que fantasiava meu blog com frases
    de carinho sem medo eu digo..estão hoje sumidas
    como - se contagiasse seus
    dedos ou seu corpo deixar um alo nos comentários .
    Estou feliz contigo , que independente
    da minha presença dedicou a mim de todo coração
    a mais doce amizade e presença constante.
    Eu acredito em Deus e em sua divina justiça
    se hoje eu choro amanhã chora quem
    sem a menor sabedoria me abandona quando eu
    mais preciso.
    Seu carinho e amizade para mim é tudo ,
    e por isso agradeço e agradecerei sempre
    por seu carinho comigo.
    Um abençoado final de semana muita paz
    beijos até sempre..Evanir.


    ResponderExcluir
  44. "Temos mania de manter situações que já não nos fazem bem."
    Lindo texto, Vera!Perfeita reflexão!
    Apego prende e machuca.Elo deixa livre.

    ps: Amiga, nao sei se voce curte selos, pois deixei um presente aos que comentaram no texto Sensibilidade. Se nao curte, nao tem problema, mas se quiser passar no meu cantinho dos mimos só pra ler um pouquinho de mim, será um prazer recebe-la!

    Beijos!



    Um lindo dia pra você!

    Beijos

    ResponderExcluir
  45. Oi Vera

    Quem sabe abrir mão vive com elas cheias.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  46. Amiga querida, um final de semana doce como doce é o seu sorriso...Que estranho, há dias, deixei comentário nesse texto e ele não está aqui, mas, já sei, eu não estava logada. Aconteceu em outro blog também, me perdoe Vera Lúcia rs. Beijinho no coração!

    ResponderExcluir
  47. Oh, se eu pudesse superar o apego, uma outra historia seria :)* seria quase invencivel, jaja. Este e um grande desafio.
    Cara amiga, eu estou bem, em repouso, mas tudo bem. Tudo perfeito.
    Um grande abraco e sempre sigo por aqui, apreciando seus belos textos que sao puro deleite, reflexion, filosofia de vida e magia.
    Feliz domingo!

    ResponderExcluir
  48. Olá querida Vera!
    Amiga, o apego ou fanatismo não leva a nada, e não faz bem para o nosso ser. O elo é uma união de Amor que une os seres, e sempre irá existir um lugar que possamos saber que existe, ele nunca saíra do lugar, e vc citou o Mar, sabemos do mesmo, mas não podemos ter apego, e sim usufruir dessa linda natureza que é de toda a humanidade.Tudo se esvai um dia, e o apego a matéria não será levada, somente a alma ficará eterna.E vou indo devagar, um comentário aqui, depois dou uma pausa e comento em outro blog amigo, e assim vou indo.Gostei muito de ler seu texto, sempre faz belas escolhas.

    Bjs querida amiga.Um final de semana iluminada para você.Nati

    ResponderExcluir
  49. Oi, Vera!!
    Gostei do texto da Simone. O apego traz uma falsa ilusão de necessidade, mas não gostei do finalzinho, pois deu a impressão de que a vida é feita apenas por uma via. Nós crescemos com a ideia de que para existir uma parceria é preciso dois estarem de acordo. Senti que o peso de fazer o certo é que dá margem para ser feliz! :)
    Bom fim de semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  50. Olá amiga, hoje passei para fazer uma visita especial, deixar esta borboletinha e lembrar que muitas vezes é necessário passar por uma metamorfose como as borboletas para nos renovar a cada dia.
    _________*___*___*__*_______******
    __________*___*__*________**::::::::**
    ______________*__*_______**::::::::::**
    _______________*__*_____**:::::::::::**
    ________________*__*___*:::::::::::::**
    _________________*_*__*::::::::::::::**
    _____**********____##*::::::::::::**
    ___**:::::::::::::::::::* ^^*::::****::::**
    __**:::::::::::::::::::::*^^^**:::::::::::::**
    ___**:::::::::::::::::****^^^*:::::::::::::**
    _____**:::::::::::**:::::::*^^*:::::::::::**
    __________****:::::::::::::*^*********
    ____________**:::::::::::**>>>>>>>>
    ___________**::::::::**<<<<<<<<<<<<<<<<
    ____________******"::::::::::::::::::::::::::::::::::
    ____________******"A melhor alegria da vida é
    saber que nunca estamos só, que a cada
    momento renascemos para a vida e em
    cada renascer brota a alegria de saber que
    existem pessoas amigas, que mesmo distantes,do outro lado da telinha tem em seu coração um toque de amizade e que não medem distância para se fazer presente em nossas vidas.
    Obrigada por seguir meu blog e fazer parte dos 732 seguidores, que considero de amigos(as), pois em cada visita, além dos comentários reflexivos, deixam uma palavra de carinho e até mesmo de preocupação quando por algum motivo demoro nas visitas. Você é muito especial na minha vida.
    Um abençoado domingo e um início de semana com muita luz e paz. Bjuss
    Lourdes Duarte

    ResponderExcluir
  51. Belo post, tema relevante e vele reflexão sim. Também sou de acordo que nesta vida não devemos nos apegar muito , principalmente aos bens materiais. Tem gente que economiza tanto como se não fosse morrer nunca e esquece de dar carinho a quem está próximo... Parabéns querida, você escreve divinamente. Bjuss

    ResponderExcluir
  52. Mais uma vez belíssimas palavras.
    Para quem mora longe da família sabe muito bem a força do elo.
    Por várias vezes ficamos anos sem ver uma amigo ou parente e quando voltamos à vê-los, parece que os vimos ontem. Acho q isso pode resumir o que seria elo entre as pessoas.
    Os apegos são as doenças, como o ciúme e outros tipos de possessões.
    Uma excelente esemana.
    Abraços

    ResponderExcluir
  53. Olá Vera Lúcia, um ótimo 'restinho' de final de semana pra ti.
    Abraços e paz.

    ResponderExcluir
  54. Olá!Boa noite
    Querida Vera
    Obrigado pelo carinho de sempre
    Bom "restinho" de domingo e belo início de semana
    Beijos

    ResponderExcluir

OBRIGADA PELA VISITA E COMENTÁRIO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...