Bloqueador de Selecao

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

PERDI O TEMOR.



Perdi o temor à chuva. 
E assim ganhei o frescor da água.

Perdi o temor do vento. 
E assim ganhei o seu cantar nos fios.

Perdi o temor ao silêncio. 
E assim ganhei momentos de paz.

Perdi o temor ao julgamento dos outros. 
E assim ganhei caminhos mais abertos de liberdade.

Perdi o temor de investir tempo em coisas sem importância. 
E assim ganhei entardeceres, estrelas, pedaços de luar, águas rebrilhando ao sol, retalhos de canções...

Perdi o temor de expor-me. 
E assim ganhei mais confiança no que sou e no que podem ser as pessoas.

Perdi o apego às coisas materiais. 
E assim ganhei a alegria da simplicidade.

Perdi o temor à competição. 
E assim ganhei o sabor das vitórias e os ensinamentos das derrotas.

Perdi o temor de desbravar caminhos desconhecidos. 
E assim ganhei novas visões. E horizontes. E novos amigos.

Perdi o temor de dizer minhas verdades frontalmente. 
E assim  ganhei aqueles que a mim eram sinceros e leais.

Perdi o medo do dia de amanhã. 
E assim ganhei o hoje!

Perdi a segurança estúpida das minhas "verdades únicas".
E assim aprendi a ouvir os outros.

Liberei a força dos meus braços para os abraços fraternos e plenos de carinho. 
E assim senti multiplicado o imenso e doce poder do amor.

Perdi o temor da morte.
E assim...
ganhei a Vida!

(Agnaldo Guimarães).


65 comentários:

  1. Vera querida, quão importante é conseguirmos perder os temores em nosso caminhar.
    Uma escolha e tanto essa sua.

    Gosto de ler-te no silêncio da madrugada, só com essa música ao fundo, é um momento de reflexão que me faz muito bem.

    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  2. Olá Vera muito linda a mensagem...qdo os nossos temores se vão, conseguimos enxergar a vida...

    Nossa essa música de fundo é linda...da vontade de ficar aqui embalada pela música.

    bjs rose jp

    ResponderExcluir
  3. Un fuerte abrazo a traves de las distancias a la poeta y culta amiga.
    Juan

    ResponderExcluir
  4. só quando entendemos a morte percebemos o que é a vida, e sem duvida que os medos nos impedem de caminhar
    muito bonito
    beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Amiga poeta,Hacer fotografias dicen que és un arte,pero si se deja volar a la imaginación,el arte se puede hacer sublime.
    Abrazos

    ResponderExcluir
  6. Verita,

    Perder o temor e acordar pra vida, é algo que, literalmente, nos faz mais vivos e entusiasmados. 'Perder o entusiasmo provoca rugas na alma' (wc)
    Adorei a reflexão de hj.

    bjsMeus
    Catita

    ResponderExcluir
  7. Quando aos poucos vamos perdemos o temos das coisas, vivemos mais! Linda! beijos,chica

    ResponderExcluir
  8. oi Verinha,

    lindo texto,
    e acho que quanto mais o tempo passa,
    mais vamos aprendendo e melhor vamos vivendo...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Que texto lindo!
    O jeito é perder o medo das coisas, se arriscar mais e viver melhor! Lindo, adorei!

    ResponderExcluir
  10. Bom dia minha menina sorriso !!!!!!!
    Lindamente vc nos recebe com o som que faz bem aos nossos ouvidos,com uma mensagem linda!
    Tudo isso nos move para refletirmos e indo sempre aprendendo com o novo dia e o novo caminhar ...
    bjssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  11. Interessante e lindo,,,logo me veio a cabeça Raul Seixas,,,rs,,,mas a vida é assim,,,muitas vezes nos privamos de sentimentos,,,sonhos e desejos por temer algo,,,,e quando nos libertamos,,,tudo brilha,,,tudo acontece....beijos e um belo dia pra ti,

    ResponderExcluir
  12. Apesar de tanto se perder, acabou se achando.
    Maravilhoso poema, querida Vera.
    Tenhas um dia agradável e uma maravilhosa semana.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Belo texto para nossa reflexão, amiga Vera!
    Beijos no seu coração.

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Vera! Como seria bom se perdêssemos pelo menos uma parte dos temores descritos no texto, certamente, viveríamos bem melhor!

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. QUANDO SE APRENDE A DEIXAR O TEMOR DE LADO CONSEGUIMOS VER ADIANTE SER MAIS LIVRES MAIS FELIZES E COMPRIENDER A VIDA TAL QUAL ELA É
    LINDO TEXTO AMIGA QUERIDA SAUDADES DE VOCE DEIXO UM ABRAÇÃO BJS MARLENE

    ResponderExcluir
  16. Linda poesia, Vera! Adorei cada palavra neste seu lindo texto. Muito obrigado por visitar meu blog, fiquei muito feliz com a visita! Ah! Já ganhou mais um seguidor!

    Abraços, Hector.

    ResponderExcluir
  17. Tanto que deixamos de fazer por temer. Na verdade, a morte não importa, apenas a vida. O ser humano valoriza exageradamente o sofrimento e a felicidade não é noticia. Só a guerra é história, a paz não é comentada pelos historiadores. Só as tragédias juntam gente. As pessoas concentram-se no que não possuem (geralmente, besteiras que não precisam) e vivem tristes por isso e esquecem as coisas que têm. Foca a falta e não a satifação.
    Irônico? Sempre sou. Amargurado, nunca. Apenas observando a vida real. A vida é uma maravilha, mas quase todos preferem o sofrimento. Apenas descrevi o que observo no dia a dia. Pessoas correndo atrás da felicidade e nunca a alcançando, enquanto que aquelas poucas que vivem despreocupadas com isso acabam perseguidas pela boa sorte. O negócio é focar no caminho, obervar a paisgagem, curtir as boas sombras. O destino é onde a coisa toda termina. Beijo

    ResponderExcluir
  18. Com a vivencia, nós vamos perdendo o medo das situações, das aventuras e até do desconhecido.
    Posso dizer agora que consegui perder o temor a distancia... apagar aquele pensando que o amor vai acabar quando a pessoa se muda.
    Vera, desculpe o sumiço, vim te desejar um ótimo dia, beijos!

    ResponderExcluir
  19. Ola Vera Lucia, como estas, querida! debo perder temor a expor-me, talvez issa e meu asignatura pendente.
    Sempre hermoso e calido seu cantinho, tenha um dia muy bonito.

    ❆*❄.¸¸.*✳*.¸¸.*❄*.¸¸*❆❆*❄.¸¸.*✳*.¸¸.*❄*.¸¸*❆

    ResponderExcluir
  20. Poxa, fantástico esse texto, não conhecia, adorei cada frase, já estou anotando algumas p não esquecer, adorei! Obrigado por compartilhar Vera, já anotei o nome do autor, vou saber mais a respeito! Bjooooss

    ResponderExcluir
  21. Vera Lúcia, sua ótima postagem me encheu de coragem para ganhar a vida. Muito inspirada essa sua grande sugestão. Esse trecho da postagem "me cutucou", rs:
    "Perdi o temor de investir tempo em coisas sem importância.
    E assim ganhei entardeceres, estrelas, pedaços de luar, águas rebrilhando ao sol, retalhos de canções..."
    É bom levar um puxão de orelhas de vez em quando.
    Meu abraço
    Manoel

    ResponderExcluir
  22. Nascemos sem medo e o adquirimos após as quedas. Mas ele é bagagem difícil de carregar, além de inútil. Se o afastamos, mesmo sabendo que precipícios estarão no caminho, ficaremos mais leves e nos permitiremos voar. Todas as colocações do texto são reflexivas, belas e perfeitas. Bjs.

    ResponderExcluir
  23. Vera

    Sempre que perdemos temor, seja do que for, mormente à morte, só temos a ganhar. Fica sempre a saúde optmista no ar!
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Oláaa Verinha

    Saudades daqui. Linda imagem.

    AMIGA DA MODA by Kinha

    ResponderExcluir
  25. Ganhaste muitos aprendizados!
    Que bela mensagem você nos traz para mais um aprendizado.
    beijo

    ResponderExcluir
  26. Quem dera não tivéssemos temores à enfrentar na vida, não é?? Muito lindo, demais Vera. Beijos carinhosos para ti.

    ResponderExcluir
  27. Oi Verinha, minha leitora de alma.

    O temor sempre é o que nos limita, o que nos inibe a disposição a mudança. Quando se tritura o medo do desconhecido, ganhamos novos espaços e mesmo que algumas idas sejam tenebrosas, nos fortalecemos. Sei que não é fácil nenhuma das atitudes, mas como disse a mana, é preciso prosseguir.

    Semana corrida, mas receba o meu carinho, amizade e gratidão.

    ResponderExcluir
  28. Oi, Verinha, texto lindo! Se conseguíssemos nos enquadrar em em terço do texto, seríamos criaturas bem diferentes, viveríamos um paraíso já aqui na terra.

    Beijos, meu carinho.

    ResponderExcluir
  29. Olá!
    Boa noite!
    Vera...
    entro e saio daqui...maravilhado e encantado com essa imagem. Parabéns pela escolha!
    ... Como ser humano, temos o instinto de preservação da vida...porém, a nossa forma de expressão individual é o pensamento, o interior de cada um se revela em todos os instantes e não há meios de viver bem sem a estabilidade interior, que só a vivência das virtudes proporciona.Se nossa consciência nos aprova,ficamos com a certeza de que vivemos bem e não temos nada mais a temer... nem a morte!
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Ótima quinta feira!
    Beijos
    ClicAki Blog(IN)FELIZ

    ResponderExcluir
  30. Admiravel, Vera Lúcia Duarte.

    Não temer a mudança. Mudar.
    Costumo dizer, que as pessoas todas elas, precisam sem medo caminharem em direção ao seu Sol.
    Um abraço, querida.

    ResponderExcluir
  31. Um lindo dia pra ti minha amiga,,,repleto de paz e poesias,,,beijos e flores..

    ResponderExcluir
  32. O excesso de medo é o inimigo nº1 de nosso crescimento pessoal e profissional.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  33. Pra sentir toda beleza
    Da alvorada no sertão
    É preciso, com certeza,
    Não temer a escuridão;
    Não temas a natureza,
    Nela nunca há tristeza
    Nem tampouco solidão.


    Beijos, menina...

    ResponderExcluir
  34. Vera,
    que texto fantástico!
    Muitas vezes, pelo medo, perdemos momentos e oportunidades valiosas.

    Obrigada pelo carinho e desejos de um feliz aniversário lá no blog. Fiz uma postagem de agradecimento para vocês, que contribuíram para a alegria do meu dia: http://migre.me/cfj28.

    Beijinhos :**
    Carol
    www.umblogsimples.com

    ResponderExcluir
  35. Sinceramente? - Não há palavras que possam expressar a beleza, o mar de amor e a intensidade de sentimentos neste poema.

    A única coisa que me vem a mente neste momento é...

    OBRIGADO! - por nos encantar e fazer com que nossos pensamentos voem em consciência de que o temor pode nos fazer perder os melhores momentos da vida.

    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  36. As vezes ´é preciso perder para ganhar...
    Esta foi uma linda reflexão sobre a nossa vida...

    Beijos

    ResponderExcluir
  37. é perdendo que a gente ganha, e eu ganhei
    mais um poema lindo pra ler, desejo um bom
    final de tarde com carinho
    Bjuss
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  38. Oie..
    Boa noite!!
    Quero lhe convidar para você participar do meu blog...
    http://pedacodeumalma.blogspot.com.br/

    Mudei de endereço, adoraria te encontrar por lá.
    Estarei sempre por aqui...
    Bjs e flores.
    Fica com Deus
    Cássia Sampaio

    ResponderExcluir
  39. Oi Vera \o/
    Quando perdemos certos temores,nos tornamos melhores...
    Texto para ser lido e relido.Adorei!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  40. Oi Vera, passei para ver vc de novo e lhe dar um abraço. Belo o poema do Aguinaldo, profundo. Parabéns pela postagem.
    Beijos, Martha

    ResponderExcluir
  41. Verinha,
    muitas vezes o medo nos paralisa. É importante vencê-lo e dar passos na direção de nossos objetivos.

    Um abraço, querida.

    ResponderExcluir
  42. Um belo poema Vera
    Perdas nunca são prazerosas mas quando se perde pra ganhar é genial,
    e na natureza isso acontece visivelmente, nos outros sentimentos é interessante observar o quanto ganhamos com os desafios das perdas,
    abraços Vera e uma ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  43. É como se descobri-se o ciclo da história da vida.
    Adorei!
    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  44. O temor nos impede de seguir em frente..linda mensagem. Abraços. Sandra

    ResponderExcluir
  45. Que belo texto do Agnaldo, Vera. É verdade. Perdemos coisas, as muitas vezes ganhamos outras no lugar e isso acaba servindo de aprendizado. Beijão e boa sexta!

    ResponderExcluir
  46. Bom dia,Vera!!!

    Permitir que o medo paralise, é não viver...
    O medo deve ser superada, vencido!!
    Lindo texto!!!!Beijos minha linda amiga!!!
    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  47. Bom dia Vera! Que post maravilhoso! Que doce paz e sabedoria... Que essa mesma paz te transborde sempre. Um beijo e obrigada pelo carinho deixado em meu espaço.

    ResponderExcluir
  48. Uma ótima sexta feira pra ti minha amiga,,,e maravilhoso final de semana,,,se é que a gente não derrete antes no calor de nossa BH..rs...beijos e flores...

    ResponderExcluir
  49. Que este amor seje mágico, lindo!
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  50. Uma postagem para guardar no coração...

    Abraços, Vera Lúcia

    Ghost e Bindi

    ResponderExcluir
  51. Oi Vera
    Enfim cheguei.

    Como é bom ser livre, sem medo e poder colher a cada instante pedaços de uma canção. Vir aqui é buscar muita paz e sabedoria.

    Um lindo dia para você.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  52. Olá Vera!

    Maravilhoso esse texto, cheio de sabedoria. Muito bem construído.
    A mudança é importante, caminhar livre sem medos, superando os obstáculos.


    Deixo um grande abraços!
    Ótimo fim de semana!

    Clique-Refletindo com a Smareis

    ResponderExcluir
  53. Vera,
    Estive dando uma olhada no seu blog, ele é lindo.
    Obrigada pelo apoio,um abraço eu voltarei.
    Maria da Graça

    ResponderExcluir
  54. Querida Vera!
    Post maravilhoso amiga.Mudar para melhor é sempre bem-vindo.
    Tive uma lesão na mão, e fiquei sumida, não dava para digitar nada.

    Amiga tem 2 mimos de Natal no final do post do meu blog, pega os 2 caso vc gostar.

    Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  55. Olá minha querida! passei para te deixar um abraço e desejar-te um final de semana feliz! Lindo post, com certeza devemos aprender e deixar de temer até mesmo a morte. Se ficarmos com medo de morrer morreremos mais rápido porque não vivemos, passamos a ter medo de tudo. Bjuss fica na paz de Deus.

    ResponderExcluir
  56. Oi Lúcia.

    Que reflexão bonita!

    Para voar é preciso perder o temor das alturas...

    Um final de semana maravilhoso para você!

    ResponderExcluir
  57. Um maravilhoso sábado pra ti minha amiga...beijos e flores...

    ResponderExcluir
  58. Um texto para refletir muito bonito !
    Perder os medos e seguir em frente , aproveitando todos os momentos felizes que a vida nos proporcionar!
    Um bom fim de semana e Feliz Natal

    ResponderExcluir
  59. E isso é libertador, tanto para alma, quanto para o espirito, durante nossa vida, carregamos um peso desnecessário de culpas e medos que só nos impedem de viver plenamente a nossa vida, felizes da queles que tem a força necessária para se desprender dos temores.

    Abraços

    ResponderExcluir
  60. Olá, Vera Lúcia.
    Quando aprendemos que muitos de nosso medos são apenas falhas e imperfeições de nossa inexperiência, passamos a ver o mundo de outra forma, e a temer apenas o que deve ser temido.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  61. Vera minha querida gostei muito do texto :)

    ResponderExcluir

OBRIGADA PELA VISITA E COMENTÁRIO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...