Bloqueador de Selecao

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

É TRISTE DIZER ADEUS.



"É triste dizer adeus, mas às vezes é necessário.
Não podemos prender a nós definitivamente as pessoas que amamos
para suprir nossa necessidade de afeto.

O amor que ama, aprende a libertar.
Procuramos ganhar tempo para tudo na vida.
Mas a vida, quando chega no próprio limite, despede-se, e é esse último
adeus que é difícil de compreender e, mais ainda, aceitar.
Possuímos um conceito errado do amor.
Amar seria, no seu total significado, colocar a felicidade do outro acima de tudo,
mas na realidade é a nossa felicidade que levamos em consideração.
Queremos os que amamos perto de nós porque isso nos completa, nos deixa bem e seguros.
E aceitar que nos deixem é a mais difícil de todas as coisas.
Não dizemos sempre que queremos partir antes de todos os que amamos?
Isso é para evitar nosso próprio sofrimento, nossa própria desolação.
É o amor na sua forma egoísta.

Aceitar um adeus definitivo é uma luta.
Se as perdas acontecem cedo demais ou de forma inesperada,
o sentimento de desamparo é muito maior e a dor mais prolongada.
É o incompreensível casando-se com o inaceitável e o tudo rasgando a alma.
Essas dores poderão se acalmar, mas nunca se apagarão.
Mas quando a vida chega ao final depois de primaveras e primaveras e outonos e mais outonos,
nada mais justo que o repouso e aceitar a partida é uma forma de dizer ao outro que o amamos,
apesar da falta que vai fazer.
Não podemos prender as pessoas a nós para ter
a oportunidade de dizer tudo o que queremos ou fazer
tudo o que podemos por elas.
De qualquer forma, depois que se forem, sempre nos perguntaremos se
não poderíamos ter dito ou feito algo mais.
Mas essas questões são inúteis.
O amor que ama integralmente não quer ver o outro sofrer e ele abre mão dos próprios sentimentos
para que o destino se cumpra, para que a vida siga seu curso.

As dores do adeus são as mais profundas de todas.
Mas elas também amenizam-se com o tempo e um dia, sem culpa, voltamos a sorrir,
voltamos a abrir a janela e descobrimos novamente o arco-íris da vida.
Depois da tempestade descobrimos um dia novo e o sol brilha de maneira diferente.
E talvez seja assim que aprendemos a dar valor à vida,
aos que nos cercam;
aprendemos a viver de forma a não ter arrependimentos depois e aproveitar ainda
mais cada segundo vivido em companhia daqueles que nosso coração ama."

(Letícia Thompson)



71 comentários:

  1. Não somos preparados para perdas. Se é triste dizer ou ouvir adeus, literalmente, maior tristeza advém da falta de oportunidade de pronunciar essa palavra. Só mesmo a fé pode proporcionar consolo em separações terrenas definitivas. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Perdas de qualquer forma, machucam. É triste mesmo! Aprender a conviver é preciso, com elas! beijos,lindo feriadão! chica

    ResponderExcluir
  3. oi Verinha,

    não conheço ninguém que saiba conviver bem com as perdas,
    pois tudo que causa dor a gente não gosta,né?
    mas vivendo e aprendendo,
    quem sabe um dia...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Nestes últimos dois anos, despedir-se tem sido uma constante em minha vida. Despedi-me de meu sogro. Seis meses depois, despedi-me de meu sobrinho, que morreu de câncer; três meses depois, despedi-me de um cão que era meu maior amigo e companheiro nessa vida. Hoje, estou à mercê do destino, que decidirá se me despedirei ou não de meu cunhado. a vida é um constante 'deixar ir.' E um constante seguir em frente, apesar de tudo, apesar de qualquer coisa.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Vera,
    muito dificil perder alguem, vamos convivendo com a perda mas sempre com um vazio.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Mais se ama o próprio amor do que o que o inspira. Por isso ama-se a própria felicidade antes de todas as outras. O amor que temos por um filho nos ensina o que é o 'amor verdadeiro'. Pois desejamos tanto a sua felicidade que nos colocamos em último plano. Se ele não nos procura mais, mas se sabemos que está bem, ainda assim, o amamos incondicionalmente.
    Já na vida afetiva, muitos amam para encontrar a paz e a felicidade em seu coração. Então não é amor. É quase orgulho. Mas é difícil para a grande maioria. Só a experiência da vida nos ensina. E muita vez, 'a experiência é um médico que chega tarde', um aforisma de cujo autor não me lembro agora.
    Tenha uma excelente quinta-feira, Verinha! Abraços.

    ResponderExcluir
  7. É duro, desgrega,mas que é preciso entender,aceitar e refazer-se.
    As vezes não se entende que é no adeus, que estamos nos preparando,permitindo para um renascer pleno.
    Otimo texto amiga para uma bela e profunda reflexão.
    Meu carinhoso abraço de paz e luz.
    Tenha um bom fim de semana um pouco maior,rsrs.

    ResponderExcluir
  8. Oi Vera,
    Compreender o significado das perdas, significa evitar, lutar com dignidade, até o ponto em que a vida encerra seu ciclo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. O adeus é uma palavra que muitas vezes corta a alma,,nos deixa inquietos...beijos amiga...boa quinta feira e um bom feriadão...

    ResponderExcluir
  10. Dizer adeus é muito difícil, mas é preciso.Depende da situação. O adeus definitivo nos traz consolo quando sabemos para onde vamos quando daqui partirmos, porque teremos certeza de que vamos nos encontrar na eternidade com Deus.
    Nós temos um atestado de validade aqui na terra. Quando ele vence não tem jeito: chegou a hora da partida.
    Um excelente texto que nos leva à reflexão do tema.
    Beijos, Vera!

    ResponderExcluir
  11. lindo texto e excelente escolha de imagem da laura!

    ResponderExcluir
  12. Verinha minha querideza, o desapego é devastador. É preciso muito controle para que o coração não se parta e que a alma/aura não diminua sua chama.

    Difícil amiga, bem difícil...
    Penso que o tempo sempre é e será a cura para todos os males.

    Texto de grande valor para nosso aprendizado interior.

    bacios cara mia e tenha um ótimo feriado!
    :)

    ResponderExcluir
  13. *。¨* ✫ ” ✫. ☽¨¯*。.☆¨*。¯`☆¸.✫˚¯`☆
    Passando para desejar um bom feriado
    e um final de semana cheio de muita luz
    Agradeço sempre sua amizade, e parabéns pelo
    que posta para agradar nossa alma
    Mas eu não vou dizer adeus não....só li e gostei
    um lindo texto
    Abraços com carinho
    Rita
    *。¨* ✫ ” ✫. ☽¨¯*。.☆¨*。¯`☆¸.✫˚¯`☆

    ResponderExcluir
  14. É necessário exercitar o desapego, pois o verdadeiro amor liberta e é incondicional e quer a felicidade do outro.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Sempre há um adeus em cada pôr do sol...

    Ótimo feriado, Lúcia!

    ResponderExcluir
  16. Oii Vera, nem fala, esta é uma luta cruel, dizer adeus em muitas situações é complicado, nos desprender de pessoas e até lugares tbém, é travar uma luta mesmo, mas a vida nos leva e vai se encarregando de cicatrizar as feridas do Adeus! Lindo texto! bjooss

    ResponderExcluir
  17. É difícil dizer adeus... É difícil reconhecer que não sentimos igual, que a vida é uma via de mão dupla. Dizer "adeus" é entregar tudo nas mãos do Criador e deixar a vida seguir o seu curso.
    O amor é liberdade, é desapego é gostar do outro o mesmo tanto que se gosta, nem mais e nem menos... Mas que dói,dói!
    Lindo texto Vera.
    Um descanso pleno pra você! Minha baby é uma fofa né?
    bjks doces

    ResponderExcluir
  18. O amor que não liberta é um amor egoísta. Precisamos aceitar a partida dos daqueles que nos afetam, independente do motivo. Se a perda é para sempre, fica ainda mais difícil.
    Mas todos precisamos continuar nossa caminhada.
    Um abraço, Verinha.

    ResponderExcluir
  19. Gracias por acompañar un texto tan hermoso con una de mis trabajos.

    Saludos y cariños amiga!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laura,

      Eu é que fico honrada de poder abrilhantar minha página com uma de suas lindas obras.
      Obrigada.
      Beijo.

      Excluir
  20. Amiga Vera.La poesia és el alimento del espíritu
    Un fuerte abrazo

    ResponderExcluir
  21. Los colores de los Otoños producen serenidad y placidez.
    Un fuerte abrazo

    ResponderExcluir
  22. Vera Lúcia,adorei essa postagem. Consegue colocar um horizonte bem mais realista em nosso egoismo. Muito legal.
    Grande abraço
    Manoel

    ResponderExcluir
  23. É difícil dizer adeus,mas é necessário.
    Para seguir em frente, dar um novo rumo à vida e ser feliz.
    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Olá amiga querida!
    Sua postagem nos faz parar pra pensar quanto a maneira que amamos. Será que existe mesmo uma maneira certa ou errada de amar? O amor por si só não basta?! É muito difícil amar e libertar...
    Mas com certeza é a melhor forma do amor verdadeiro.
    Quanto as perdas, é ainda mais difícil de saber como lidar. Somos todos seres imperfeitos em busca de melhoramento. Então vamos tentando aprender, com perdas e praticando o desapego.
    Beijos no seu coração.

    ResponderExcluir
  25. Um belissimo texto ... e muito reflexivo seu blog ... pbéns ... abraços...

    ResponderExcluir
  26. É... As vezes o adeus é o único remédio mesmo... A superação desse adeus é que é o problema...
    Bela postagem amiga!

    ResponderExcluir
  27. Amiga, puedes tomar las imagenes que quieras, para mi es un gran honor estar en tu maravilloso blog.

    Saludos y muchos cariños!!!!!

    Laura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias, Laura.
      Usted es una persona muy generosa.

      beso

      Excluir
  28. Olá!Boa noite!
    Vera...
    Em nossa caminhada, é necessário sim, aprender a dizer Adeus, sabemos que é
    uma vida que fica repartida pelo antes e o depois
    Por mais difícil que seja olhar nos mesmos olhos
    Que tantas lágrimas derramavam pelo nosso Amor...
    Obrigado!
    Ótimo final de semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Bastante profundo seu post..me lembra de morte, despedidas de pessoas queridas, amores que se foram..só uma coisa que para mim não vai embora: Saudade que é eterna e diária..Abraços. Sandra

    ResponderExcluir
  30. Dizer adeus, penso que por mais que queiramos aceitar, seja difícil.
    Penso eu, Vera querida, que com o tempo a gente se acostume com a ausência de pessoas que foram importantes e que marcaram nossas vidas, mas a saudade será eterna.

    Beijos com muito carinho.

    Obrigada por suas palavras lá no Rabiscos.
    :)

    ResponderExcluir
  31. Que emocionante, Vera. É triste mesmo e muito doloroso. Muitas vezes não nos recuperamos de um adeus, apenas 'cicatrizamos'. Beijão e bom feriado.

    ResponderExcluir
  32. Me comoveu este texto, pois temos de aceitar e isso prova o quanto os amamos...ao deixar que reposem...
    Mas dói, dói muito...

    Um beijo terno
    BS

    ResponderExcluir
  33. Vera,
    É tão difícil dizer Adeus quando se ama. Só é possível fazê-lo quando o amor é profundo, verdadeiro e incondicional.
    Perder o ser amado em nome a felicidade que ele/ela vai encontrar longe de nós é uma dor intensa que só pode ser suportada se o amor for intenso e desinteressado.
    Adorei esta publicação!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  34. Bom dia,Vera!!

    Belo e profundo texto!!! Dizer adeus nunca é fácil...mas também é um gesto de amor.
    Beijos e meu carinho,minha amiga!

    ResponderExcluir
  35. Um maravilhoso dia de feriado pra ti minha amiga e um bom final de semana cheio de flores e poemas...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  36. Bom dia Vera,
    e necessario aprender a dizer adeus mais que dificl é. Nao estamos preparados... aunque nao queda outra.
    Grande abraco de final de semana.

    ResponderExcluir
  37. Vera,
    o que conforta é saber que aqueles que amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós!

    Bom feriado!

    Abraços,
    Carol
    www.umblogsimples.com

    ResponderExcluir
  38. Olá, Vera. São perdas necessárias, que com o tempo se ameniza. Um texto perfeito de Leticia. Obrigada flor por partilhar! Um ótimo fim de semana. Beijos e todo carinho pra vc!!

    ResponderExcluir
  39. A gente devia ter isso programado... saber que toda chegada antecede uma partida e que querendo ou não é preciso aceitar.

    Beijos e um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  40. Passando para te desejar um ótimo fim de semana. Abraços. Sandra

    ResponderExcluir
  41. Oi Verinha,

    Tudo bem? E as manas? Gostei de saber que vocês e o marido aproveitaram bem a viagem.

    O seu email foi para o spam e fui procurar e achei as fotos. Não entendi porque o gmail colocou no spam, visto que já te adicionado o seu email como contato. Adorei e gostaria de utilizar uma nossa para a publicação de domingo. Posso?

    Quanto ao texto da Letícia, posso falar que passei todas as fases da perda que ela descreveu no texto. No início da minha dor, pensei que nunca passaria, mas hoje já abro a janela encaro as flores da nova estação. Enfim, é duro, mas há uma esperança e descobri por acaso e agradeço a Deus o consolo.

    Nesse dia, peço a Deus que console a todos que tiveram perdas.

    Beijos e saudades...

    ResponderExcluir
  42. Oi Vera, muito linda a mensagem descrita, e é assim mesmo, somos egoístas até o último instante das nossas vidas. Mas esta dor faz parte da vida terrena pois como seres em evolução mais cedo ou mais tarde a separação com nossos amigos e entes queridos chega. Amiga, também estou te avisando que o meu blog VIVENCIAS está sendo desativado, mas já fiz um outro com o nome VIVENDO A VIDA nos mesmos moldes do antigo. Conto contigo. Acessa: www.sfersete.blogspot.com Um grande beijo!!

    ResponderExcluir
  43. Oi Verinha,
    mais que sábias, necessárias, as palavras da Letícia, frente a uma situação que a maioria de nós atravessa cedo ou tarde.Ela descreveu com precisão os sentimentos que nos tomam e muitas das vezes nos cegam.
    Só o tempo é capaz de apaziguar o coração.
    Obrigada por partilhar esta importante mensagem.
    Um tranquilo fim de semana.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  44. O adeus é essa coisa que nos engole a alma e nos dilacera o coração. Só Deus pra confortar-nos a alma. Como diz a canção:

    Não aprendi dizer adeus
    Não sei se vou me acostumar
    Olhando assim nos olhos teus
    Sei que vai ficar nos meus
    A marca desse olhar

    Jamais aprenderemos a dizer adeus

    Abraços

    ResponderExcluir
  45. Oi Verinha,

    Obrigada pela palavras e lembrança. Receba o meu beijo. E você está linda em todas.

    Beijosssssss

    ResponderExcluir
  46. Oi Vera, obrigada pela força, valeu. Já te adicionei mas não apareceu a minha foto, mas tô lá cadastrada. Beijos!!

    ResponderExcluir
  47. Saudade é o perfume que fica quando quem amamos se ausenta.
    Belo texto, Vera. Abraços.

    ResponderExcluir
  48. Lindo querida, mas a saudade infelizmente dos entes amados que partiram só aumenta.
    (sinto isso na pele =´( )
    lindo texto como sempre.
    beijos meus ****

    ResponderExcluir
  49. Verinha querida! Este texto da Letícia é simplesmente maravilhoso! Parabéns pela escolha! Um abençoado e feliz fim de semana de semana!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  50. Um sábado repleto de carinho flores e poesias pra ti minha amiga,,beijos e beijos..

    ResponderExcluir
  51. Realmente o adeus não é facil de dizer,gostei de como descrevestes tudo isso.

    Abraço

    ResponderExcluir
  52. Vera

    Num amor, numa amuzade, seja de naturweza for, nos devemos sempre doar. Ver quem parte, como no comprimento duma missão duma missão. Quando nos despedimos, em podemos meditar num sentimento de bem estar, ficando a eperar que tudo corra bem a quem parte e nos vai deixar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  53. Oi Vera, desejamos que as bençãos de luz estejam sempre na sua vida.
    O amor sentido com o coração...esse nos acompanha por muito tempo, mesmo tendo os laços desfeitos, mas precisamos aceitar o direito do outro seguir seu destino. O amor não pode ser egoísta, mesmo que nos sintamos ainda presos ao sentimento ao qual nos entregamos. Deixemos a pessoa amada livre...se voltar, é pq os laços são da alma...caso não, permitamos que o destino nos cuide, com resignação e fé!!!
    Mas em caso de ida para o além de alguma pessoa estimada por nós, há uma frase de Meimei, lhe dedicamos com muito carinho..."Entre aqueles que se amam,
    A morte aparece em vão,
    Pode plantar saudade,
    Mas nunca a separação."

    Obrigado por sua visita carinhosa ao nosso cantinho, amiga.

    Ghost e Bindi

    ResponderExcluir
  54. E preciso saber dizer adeus...E, por vezes nem se diz adeus, parte e pronto...
    Gostei do texto.
    Beijinhos
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  55. Nossa que lindo gostei do que ela disse as dores do adeus são a mais profundas de todas...

    ResponderExcluir
  56. Vera,
    Esse texto é realmente muito bonito.
    Trata de uma das maiores dores do ser humano, talvez a maior...
    E o faz de uma maneira muito delicada e sensível.
    Uma bela escolha, minha amiga!

    Beijos de bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  57. São mudas as neblinas nesta ilha
    É de pobreza o pão que alimenta o meu sentir
    Oiço o mar com os meus próprios dedos
    Parti do desencontro dos meus derradeiros medos

    Parti e deixei no cais mil dúvidas
    Lembrei tempos que corri feliz pelas amoras
    Nesses dias bebi sofregamente a vida
    Nesses dias a minha alegria era incontida

    Um radioso fim de semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  58. Belo texto.Dizer adeus quando o coração deseja ficar é uma das piores dores a ser enfrentada.É preciso aceitação e desprendimento. Nem sempre estamos preparadas.Vale refletir sobre o assunto.
    Lindo post querida.
    Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  59. OI VERA LUCIA!
    "AMORES SÃO VERDADEIROS ENQUANTO DURAM"...
    SEMPRE SOFREMOS COM SEPARAÇÕES, QUE SE DÃO POR MUITOS MOTIVOS, MAS QUE SEJAM QUAIS FOREM,NUNCA ESTAMOS PREPARADOS PARA ESTES MOMENTOS, SEMPRE DOLOROSOS.
    LINDO TEXTO.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  60. Um adeus é sempre difícil, porque a saudade vem morar na gente. Quando amamos alguém nossas almas se entrelaçam de tal maneira que não há como desapegar-se sem alguma dor. O sofrimento é inerente ao amor, pois sendo o amor plenitude, não queremos jamais o seu fim, passa a ser nosso motor, nossa luz. Bom Domingo Vera. Um abraço!

    ResponderExcluir
  61. Bela madrugada minha querida !!!!!!!
    Está aqui é sempre um privilégio que me acompanha...
    Texto oportuno para esses dias que nos voltamos com o coração saudoso...
    bjsssssssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  62. A vida é um presente num acontecimento que nos surpreende e nos ultrapassa.
    Podemos agarrar-nos aos sonhos como às pessoas, as coisas como aos pensamentos, mas nada disso nos dará mais ou menos tempo de vida.

    Agradeço estes momentos de meditação nesta manhã calma.

    ResponderExcluir
  63. Oi, Vera! Lindo texto...também acho que amor que prende não é amor...sempre quando vejo alguém sofrendo, por mais que eu ame, entendo que a partida pode ser um alívio e aceito. Concordo plenamente que querer prender alguém à nós, ou ao mundo quando sofre, é uma atitude um tanto egoísta. Viver plenamente é a chave para uma partida tranquila. Um abraço!

    ResponderExcluir
  64. Passando para te desejar uma boa semana!! Abraços. Sandra

    ResponderExcluir
  65. Antes eu nunca dizia "adeus ,,,nunca ia num enterro, nem despedida na rodoviária ou aeroporto...Agora, com mais idade, já me habituei "dói, deixa marcas profundas; é difícil o desapego pra mim . Não entendo ou não aceito dizer "o verdadeiro amor liberta" NÃO!
    Saudades com o tempo "só aumenta; eu sei...
    beiju*
    boa noite*
    ... e que essa semana seja de muita paz pra ti.

    ResponderExcluir
  66. Oi, amiga. Passando para desejar uma boa semana e todo carinho pra vc. Muito obrigada sempre Vera! BEijão carinhoso e bons sonhos.

    ResponderExcluir
  67. Sempre digo que é a ausência mais presente em nossas vidas.
    Estou passando por um período de perdas e sei como dói.
    Beijos

    ResponderExcluir
  68. Olá, Vera Lúcia.
    Bastante reflexivo e necessário este texto.
    Acredito que dizer adeus a quem amamos é extremamente difícil, mas é algo que temos de fazer, mesmo porque não temos escolha alguma.
    Quando passamos a entender que a felicidade alheia é mais importante que a nossa, fica mais fácil alcançarmos a paz interior.
    Abraço, Vera Lúcia.

    ResponderExcluir

OBRIGADA PELA VISITA E COMENTÁRIO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...